Prova de português da 2ª fase da Fuvest teve nível médio para difícil, dizem professores

Professores ouvidos pelo UOL Vestibular consideraram que a prova de português e redação da Fuvest 2012, realizada neste domingo (8), teve um nível de dificuldade de médio para difícil. “Foi uma prova de nível muito bom e um pouco mais difícil do que no ano passado”, afirmou o professor de português do Curso e Colégio Objetivo, Nelson Dutra. Para ele, a prova de hoje “seleciona o vestibulando com uma boa qualidade de análise e crítica”.

Dutra classificou as questões nove e dez, ambas de literatura, como as mais “densas”. A primeira, sobre o livro A Cidade e as Serras, exigia conhecimento interdisciplinar de história; a segunda, pedia uma comparação entre os livros Capitães da Areia e Vidas Secas.

Para Francisco Platão Savioli, professor de português do Anglo, a prova estava dentro do padrão de dificuldade da Fuvest para a segunda fase, com um nível “médio para cima”. “As questões tinham textos bem escolhidos e bem explorados. Exigiam coisas que são significativas e que o aluno deveria saber sobre língua portuguesa”, disse Savioli.

A coordenadora de português do Etapa, Célia Passoni, achou a prova de literatura “um pouquinho mais difícil do que a de língua”. Ela também observou uma mudança no modo como as questões de literatura foram pedidas: “Ano passado, a prova fazia mais relação entre as obras lidas, esse ano eles cobraram as obras secas, só fizeram relação entre Capitães da Areia e Vidas Secas”, disse.

Mas, para a coordenadora do Etapa, a maior diferença na prova foi com relação ao tema da redação, que foi “bastante diferente dos anos anteriores”. “Eles tinham costume de pedir temas mais abstratos e esse ano eles propuseram uma questão bem próxima da realidade do estudante. Isso é ótimo, por que o candidato já tem capacidade para fazer uma boa argumentação sobre questões desse tipo. Acho que foi uma boa mudança”, afirmou.

Para Dutra, a redação foi “mais amigável do que nos anos anteriores”. Ele considerou a proposta clara e acredita que os vestibulandos não ficaram em dúvida quanto ao que estava sendo pedido.

Segunda fase

A segunda fase terá três provas de caráter analítico-expositivo. Confira no quadro o que será cobrado em cada dia:

Data Provas Quantidade
8/1 - domingo Português e redação 10 questões e uma redação
9/1 - segunda-feira História, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês
Cada questão poderá abranger conhecimentos de mais de uma disciplina
16 questões
10/1 - terça-feira Disciplinas específicas de acordo com a carreira escolhida 12 questões

Entre os dias 11 e 13 deste mês acontecem as provas de habilidades específicas para os cursos que não tiveram essa etapa antecipada. A divulgação da primeira chamada está prevista para 4 de fevereiro, com matrícula nos dias 8 e 9 do mesmo mês.



Fonte: UOL

0 comentários:

Postar um comentário