Procurador quer que MEC divulgue duas listas de "aprovados" por curso no Sisu

O procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, afirmou nesta quinta-feira (5) que vai entrar com um pedido na Justiça para que o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) divulgue duas listas de aprovados em cada curso no Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Uma das listas seguiria a atual correção (teoria de resposta ao item [TRI] para as provas objetivas mais a redação); a outra, com uma nova contagem de pontos da objetiva (sem o uso da teoria) mais redação. Ou seja: se, em 100 itens, o estudante acertou 75, a “nova nota” no teste objetivo seria 7,5. Isso corrigiria o que Oscar chama de "incompatibilidade de metodologia", já que a redação é a única não corrigida por TRI.

Para Costa Filho, a universidade teria que matricular todos os classificados nas duas listas. "Quando a universidade se deparar, ela vai ver: as duas listas batem ou não batem? Elas não devem bater. Diante disso, [que se] preserve a matrícula de todos os candidatos, inclusive os que não coincidem, até que, no final do processo, se decida o mérito da questão", disse.

Consultado, o MEC (Ministério da Educação) afirmou que ainda não foi notificado oficialmente e que só responde ao Ministério Público por via judicial.



Fonte: UOL

0 comentários:

Postar um comentário