Mais de 4,6 mil estudantes tiveram locais de prova do Enem alterados

O MEC (Ministério da Educação) confirmou nesta quarta-feira (19) que 4.606 alunos tiveram os locais de prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011 alterados. Veja a relação:

Número de alunos com locais de prova alterados

Manaus (AM) 1.456
Humaitá (AM) 388
Além Paraíba (MG) 334
Cametá (PA) 224
Paranóa (DF) 512
São Gonçalo do Amarante (CE) 80
Fortaleza (CE) 492
Rio de Janeiro (RJ) 1.120
Total 4.606

O ministério afirmou que, a princípio, não há nenhuma outra área crítica, mas que, se for necessário, poderá haver outras alterações até o dia da prova.

De acordo com o MEC, todos foram avisados das mudanças por telefone, e-mail e mensagem de texto. No dia da prova os locais terão faixas, cartazes e fiscais informando o endereço correto. Se for preciso, o órgão oferecerá transporte gratuito para esses candidatos. No dia da prova os locais terão faixas, cartazes e fiscais informando o endereço correto. Se for preciso, o órgão oferecerá transporte gratuito para esses candidatos.

No Rio de Janeiro, 1.027 candidatos receberam o cartão de confirmação com o endereço errado. Os dois endereços, o certo e o errado, ficam dentro da Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro). Os candidatos receberam o cartão com o endereço da Reitoria (av. Pasteur, 296, Urca), quando o correto era o endereço do Centro de Letras e Artes (av. Pasteur, 436, Urca).

Os estragos provocados pelas chuvas são apontados como o motivo do realocamento dos candidatos das quatro escolas do Amazonas. O barulho provocado por um festival de motociclismo causou a mudança em Além Paraíba, Minas Gerais. A festa do padroeiro da cidade de Cametá, no Pará, ocasionou a transferência de candidatos para outras localidades.

No Distrito Federal, os estudantes foram transferidos da zona rural para a zona urbana por conta de dificuldades com o transporte público. Em Fortaleza, problemas com as salas de aula impediram a realização do exame no local de prova indicado primeiramente para os alunos.

Prova

Mais de 5 milhões de candidatos estão inscritos no exame. Ao UOL Educação, o ministro Fernando Haddad disse que o Enem está cercado “do que há de melhor na inteligência do país”, na tentativa de evitar as trapalhadas das duas últimas edições, que incluem o vazamento de 2009 e os erros de impressão de 2010. Nesse ano, um grupo de alunos precisou refazer o exame após receberem cadernos de testes com questões faltantes e repetidas.



Fonte: UOL

0 comentários:

Postar um comentário