História - Cruzadas


CRUZADAS
Jerusalém foi fundada há mais de 5.000 anos. Judeus, cristãos e mulçumanos vêm,  travando disputas pela sua posse há mais de dois mil anos.
Após já ter sido dominada por hebreus (judeus) e cristãos, em 638, Jerusalém passou a ser controlada pelos árabes seguidores do islamismo, que permitiam que a cidade continuasse a ser visitada por peregrinos de outras religiões.
Em 701, os árabes foram expulsos pelos turcos seldjúcidas. Eles também eram muçulmanos, porém, ao contrário dos árabes, impediam que seguidores de outras religiões entrassem na cidade.
Então, a Igreja Católica da Europa Ocidental resolveu intervir e, em 1095, o papa Urbano II, convocou uma guerra para tirar Jerusalém do julgo dos muçulmanos.
O papa prometeu perdoar os pecados de todos aqueles que fossem para a guerra que ficou com o de "Guerra Santa". Como os participantes dessas expedições se vestiam com túnicas bordadas com uma cruz, o movimento ficou conhecido como "Cruzada". De 1095 a 1270, oito grandes cruzadas foram enviadas para Jerusalém que ficou conhecida naquele período como Terra Santa.

Data
Acontecimento
Primeira Cruzada
(1095-1099)
-    em outubro de 1096 a Primeira Cruzada foi bastante massacrada pelos turcos, mas, em 1099,conquistaram Jerusalém;
-      fundaram na região dos "principados Latinos do Oriente", composto pelo Reino de Jerusalém, o Condado de Edessa, O Condado de Trípoli e o principado de Antíoquia.
Segunda Cruzada
(1148-1151)
-      liderada por Conrado III, imperador do Sacro Império Germânico e pelo rei francês Luís VII;
    o objetivo era conquistar o Condado de Edessa, um dos Principados Latinos que havia sido tomado pelos árabes em 1144;
-   a expedição foi derrotada e seus líderes retornaram a Europa.
Terceira Cruzada
(1189-1192)
-      liderada pelo imperador germânico Frederico Barbauiva, pelo rei francês Felipe Augusto e por Ricardo Coração de Leão, rei da Inglaterra;
-      o objetivo era recuperar Jerusalém que havia sido tomada dos cristãos pelo muçulmano Saladino. As tropas de Saladino derrotaram a Terceira Cruzada.
Quarta Cruzada
(1203-1204)
    financiada pelos venesianos;
-     sequer chegou à Palestina;
    após saquear a cidade de Zara (na atual Croácia), os cruzados chegaram até Constantinopla, sede do cristianismo ortodoxo e uma das mais ricas cidades do mundo na época.
    pilharam os tesouros da cidade e mataram boa parte da população.
Quinta Cruzada
(1217-1221)
-     liderada por João de Brienne, rei da cidade de São João de Acre (atual cidade israelense), e André II, rei da Hungria;
-     o objetivo era atacar o Egito, um dos principais centros do poder dos muçulmanos, para, depois, conseguir o controle de Jerusalém.
    conseguiram atacar Damietta, cidade que dava acesso ao Cairo, mas, ao final, foram derrotados.
Sexta Cruzada
(1228-1229)
-     organizada por Frederico II, imperador do Sacro Império Germânico;
    Frederico II se aproveitou das divisões internas dos muçulmanos, para fazer acordos com sultões da região. Por meio do Tratado de Jaffa, Jerusalém e uma série de territórios lhe foram entregues e Frederico II se tornou rei de Jerusalém.
Sétima Cruzada
(1248-1254)
    organizada pelo rei francês Luís IX;
-      o objetivo era recuperar Jerusalém que, em 1244 havia sido novamente dominada pelos muçulmanos;
-     Luís IX partiu com 35 mil soldados em direção ao Egito, onde atacou Bamietta e foi feito prisioneiro. Após ser libertado, foi para a região da palestina retornando à França em 1254.
    Não satisfeito com a derrota, Luís IX organizou a oitava cruzada (1270). Ao desembarcar em Tunis, no norte da África, Luís IX faleceu vítima de uma epidemia de cólera Apenas alguns participantes dessa cruzada continuaram em direção à Palestina, mas não conseguiram alcançar seus objetivos.
Oitava Cruzada
Em 1291
-     Em São João de Acre, a última fortaleza cristã da região, caia nas mãos dos muçulmanos, encerrando assim, a era das cruzadas.

0 comentários:

Postar um comentário