Enem 2011 custará R$ 45 por aluno

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na noite de quarta-feira (17) o custo por aluno do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011. A prova, que será aplicada nos dias 22 e 23 de outubro, custará R$ 238,5 milhões. Isso significa um investimento de R$ 45 para cada um dos 5,3 milhões de candidatos inscritos. Os candidatos pagaram uma taxa de R$ 35 para participar da avaliação.

O valor cobre as despesas pagas ao consórcio Cespe/Cesgranrio para a aplicação das provas, além dos Correios, que distribuem os exames e recolhem os cartões de resposta ao custo de R$ 4,11 por aluno. Também inclui o repasse de R$ 8 milhões para as secretarias de segurança dos Estados e Forças Armadas que participam da logística de segurança do Enem e a impressão dos testes à gráfica RR Donelley ao custo de R$ 6,80 por candidato.

Na quarta-feira, o TCU (Tribunal de Contas da União) aprovou uma medida cautelar para suspender o pagamento de R$ 372 milhões à FUB (Fundação Universidade de Brasília), ligada ao Cespe, que foi contratado sem licitação para a realização do próximo Enem. O contrato tem duração de 12 meses. O TCU questiona o aumento de valores em relação ao contrato anterior, também firmado com o Cespe, de R$ 128,5 milhões.

O MEC informou que o contrato com o Cespe corresponde à avaliação de 10,2 milhões de candidatos – o dobro do inscritos para a prova de 2011. Como estão previstas duas edições do Enem nos próximos 12 meses, a de outubro de 2011 e a de abril de 2012, o contrato deverá custear pelo menos essas duas edições.

Veja algumas "pérolas" que teriam sido escritas por estudantes em redações do Enem
Veja Álbum de fotos


Fonte: UOL

0 comentários:

Postar um comentário